Terça, 24 de Novembro de 2020
35 99846-1246
Gerais Fake ou Fatos

Como identificar as "fake news"?

Como vocês apuram as notícias que recebem pelo Whatsapp, ou que é compartilhada no Facebook? Hoje eu vou falar de modo mais técnico, para que você possa identificar uma “fake News”. Vamos lá?

25/07/2020 11h20
1.204
Por: Primeira Leitura | Redação Fonte: Polyana Martins
Fake News (Imagem: Polyana Martins)
Fake News (Imagem: Polyana Martins)

As notícias falsas, popularmente conhecidas como “fake news”, são desinformações que podem ser escritas por qualquer pessoa que tenha acesso à internet, redes sociais ou outro meio de comunicação em massa. São facilmente encontradas nos dias de hoje, e rapidamente prende a atenção do leitor, seja pelo título, assunto abordado, ou ainda pelo impacto que ela tende a causar nas pessoas, com o intuito de confundi-las quanto à veracidade da informação.

Segundo Fábio Ferreira, Site Reliability Engineering da Dasa, “fake news” têm a “intenção de fazer com que um grupo de pessoas seja conduzido a alguma tomada de decisão ou replicação de comunicados inexistentes”, ou seja, seu objetivo é alcançar um público e criar grupos para disseminar e compartilhar informações falsas que atinjam o seus interesses. Embora, a utilização comum do termo “fake news” seja recente, ele não é novo, pois foi criada há mais de cem anos, tornando-se popular na eleição norte-americana de 2016, quando utilizada pelo então candidato Donald Trump, para se referir às notícias negativas que eram divulgadas sobre ele.

Com isso, a utilização da referida expressão pela população, teve um aumento de 3,2 milhões em setembro de 2017 para 10 milhões em maio de 2018, conforme os dados apresentados pela Agência Brasil.

No entanto, para que se consiga identificar uma “fake news”, existem algumas observações que podem ser feitas para discernir a verdadeira da falsa notícia, antes de se comprometer com a leitura e sair compartilhando entre os seus amigos e familiares.

As falsas notícias podem ser reconhecidas pela estrutura da escrita jornalística, a qual exige um padrão e apresenta uma ordem decrescente de informações, utilizandose de uma linguagem clara e objetiva, com a intenção de informar o leitor de forma imparcial, deixando com que o ele tire suas próprias conclusões sobre determinado assunto. Entretanto, é igualmente importante, que a matéria seja escrita por um jornalista profissional, que apura a veracidade da notícia, e preza pela qualidade de seu trabalho.

Outro fator para qual o leitor deve estar atento é a fonte de onde se originam as informações que chegam até ele. O questionamento faz parte dessa observação, como também, a pesquisa em outro meio de comunicação confiável, atentando-se à credibilidade, datas, procedências e referências.

De acordo com Adriana Ferreira, professora mestre em Comunicação da Faculdade Canção Nova, as “fake news”, podem ser confundidas com uma notícia verdadeira, porque ela vem disfarçada de verdade e fatos: “O fato ocorreu, só que ela, a notícia falsa, descontextualiza e coloca outros contextos”, explica.

Ela ainda ressalta que, para identificação de uma notícia não verdadeira, faz-se necessário realizar uma checagem, apurando o que foi dito, recorrendo a outras fontes de comunicação confiáveis como em endereços eletrônicos, que sejam apoiados por especialistas, acadêmicos ou órgãos governamentais. Com todos esses cuidados, certamente, o resultado dessa minuciosa checagem, será a segurança do fato notificado quanto a sua validação ou não. Cuidado, as “fake news” são perigosas, e querem manipular, induzir e influenciar a sociedade.

Mas o que pode existir por trás de uma notícia assim? Fábio Ferreira afirma que: “existem interesses de diversas formas: político, financeiro, religioso, social, ético entre outros”. Compartilhar ou não? É necessário, no entanto, que se tenha consciência das consequências que esses tipos de informação possam provocar. Por isso, ter o discernimento para a avaliação, contrapondo o compartilhar ou não, já é um bom passo para que as notícias falsas deixem de ser repassadas.

 

*Coluna Fora da Caixinha. Primeira Leitura. | Texto escrito por Polyana Martins. Todos os direitos reservados.

**O texto é de responsabilidade do autor e não representa a opinião do Primeira Leitura.  

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
FORA DA CAIXINHA
Sobre FORA DA CAIXINHA
O blog possui espaço autoral de Polyana Martins, que é campo-belense e jornalista. Tem 26 anos e atua como produtora e diretora de programas na TV Canção Nova, na cidade de Cachoeira Paulista/ SP. É apaixonada por comunicação e escreverá sobre comportamento.
Campo Belo - MG
Atualizado às 16h30 - Fonte: Climatempo
27°
Muitas nuvens

Mín. 17° Máx. 27°

27° Sensação
16.9 km/h Vento
50.2% Umidade do ar
80% (8mm) Chance de chuva
Amanhã (25/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 16° Máx. 28°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quinta (26/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 30°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Mais lidas
Ele1 - Criar site de notícias