Sábado, 28 de Novembro de 2020
35 99846-1246
Esporte Esporte

Carência de ídolos

Sim, em todos os esportes, temos ídolos, uns mais conhecidos outros menos lembrados. Porém são poucos os que ganham destaque.

21/06/2020 08h50
169
Por: Primeira Leitura | Redação Fonte: Athos Oliveira
(Imagem: MRV no Esporte/ Reprodução)
(Imagem: MRV no Esporte/ Reprodução)

Vamos começar por um dos meios esportivos que praticamente ninguém vê. Fórmula  1. É ou não é verdade que quando vamos falar de automobilismo lembramos  do nome de Ayrton Senna e, no mais, sabemos que nenhum brasileiro voltou a se destacar na principal competição do mundo da Fórmula 1.

Quando citamos o basquete feminino, lembramos de Hortência e no basquete Masculino Oscar Schimidt. Quando se fala em Natação, sabemos da medalha de ouro do César Cielo.  No Tênis, Guga e por ai tantos outros que conhecemos que se destacaram em inúmeros esportes.

Pois bem, vale o questionamento porque no país o esporte mais procurados é o futebol e o vôlei. Isso se deve pela história e cultura de títulos. No futebol somos o maior vencedor de copas do mundo no masculino. O vôlei já tem seus inúmeros títulos, principalmente com medalhas de ouro nas Olimpíadas, seja no masculino, seja no feminino. Em meio a isso, uma prova que durante vários anos, não deixou de ser uma “febre” estes dois esportes. Porém, algumas ponderações podem ser feitas.

Será que o futebol  e o Vôlei estão com tanto prestígio como antes?  Se feita uma análise de ídolos entenderemos que não. Ao ver tantos no passado, no presente estamos carentes da renovação. Falta de estrutura? Não. Os centros de treinamentos possuem o que há de mais moderno e eficaz com base no atendimento ao atleta e cuidado com ele, isso claro vendo os grandes clubes. A grande questão fica sendo se ainda há amor pelo esporte. Pois o que falta é foco, pois se sabe de tudo o que envolve um grande atleta profissional, com relação ao assédio que é feito pelas “estrelas” que surgem para o mundo.

Nesta década o grande feito no Vôlei foi o ouro em Londres no feminino com um trabalho de longo tempo de José Roberto Guimarães e também no masculino no Rio 2016, comandado por Bernardinho.. No futebol masculino o grande feito foi a medalha de ouro que nunca havia sido conquistada no masculino e o feminino não tem sequer uma copa do mundo. Para se ter uma ideia, o ultimo vencedor de uma bola de ouro por um jogador brasileiro foi em 2007 e foi Kaká, nesta década apenas Neymar chegou entre os três.

O que nos dá prestigio é saber que temos Marta seis vezes melhor do mundo.   Em outros esportes apenas tivemos ídolos que apareceram por momentos vagos como Anderson Silva no MMA,  César Cielo na natação. Nesta carência de ídolos deixaremos de ter a vontade de ver o esporte do mesmo modo como antes, pelo menos até surgir novos ídolos.

 

*Coluna Jaga Y Joga!. Primeira Leitura. | Texto escrito por Athos Oliveira. Todos os direitos reservados.

**O texto é de responsabilidade do autor e não representa a opinião do Primeira Leitura. 

1 comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
JOGA Y JOGA!
Sobre JOGA Y JOGA!
Coluna dedicada ao esporte regional, estadual e por vezes nacional/ internacional. Athos Sena é campo-belense e estudante de Jornalismo da Faculdade Canção Nova. Acompanha modalidades esportivas desde criança e, hoje, já realizou produções jornalísticas esportivas. Participou ainda de cursos que envolvem assessoria esportiva.
Campo Belo - MG
Atualizado às 19h38 - Fonte: Climatempo
26°
Poucas nuvens

Mín. 18° Máx. 31°

27° Sensação
12 km/h Vento
55.2% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (29/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 30°

Sol com algumas nuvens
Segunda (30/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 31°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Mais lidas
Ele1 - Criar site de notícias